Lesão do labrum

Atualizado: Fev 10

O labrum é uma estrutura fibrocartilaginosa que existe tanto no ombro quanto no quadril. O dano causado nessa área pode levar à degeneração da articulação lesionada. No ombro, o labrum recobre uma cavidade chamada glenóide e, por isso, é chamado de labrum glenoidal. Ele dá estabilidade à articulação, formada pela junção dos ossos úmero, clavícula e escápula. Uma lesão do labrum glenoidal pode levar ao seu rompimento.


No quadril, há o labrum acetabular. Ele reveste uma cavidade chamada acetábulo, que serve de encaixe para a cabeça do fêmur e que, juntos, formam a articulação. O labrum acetabular tem diversas funções, como ajudar na estabilidade do quadril e na absorção de impactos. Ele também tem papel fundamental na lubrificação e na manutenção da pressão articular, pois atua na distribuição do fluxo de líquido sinovial - fluido que lubrifica e alimenta a articulação - do quadril.


A lesão do labrum pode ocorrer junto ao derrame articular (edema articular). Isso gera inflamação e danos à cartilagem, que, com menos pressão do líquido sinovial, passa a suportar um processo de agressão maior do que sua capacidade de se reparar. Como consequência, ocorre a degradação da cartilagem e, em seguida, surge a dor.



Veja também: artrose de quadril


Causas e fatores de risco


No ombro, a lesão pode ocorrer devido a traumas e pancadas diretas na articulação, luxações frequentes, queda com o braço esticado, levantamento de peso ou movimentos de grande rotação do membro, por exemplo.


Já a lesão do labrum acetabular pode acontecer em casos de alterações biomecânicas que causam estresse excessivo na articulação, como no caso do impacto femoroacetabular.

Praticantes de esportes ou atividades físicas que exijam movimentação não usual do quadril, como lutadores e bailarinas, também estão mais propensos a desenvolverem a lesão.


Movimentos repetitivos e doenças degenerativas que acometem a cartilagem são causas que podem levar tanto à lesão do labrum glenoidal quanto do acetabular.


Principais sintomas


Dor e instabilidade na articulação e, em alguns casos, estalos ao movimentá-la são os principais sintomas da lesão do labrum. No quadril, a dor pode ser sentida também na virilha, no lado interno da coxa e ter irradiação para o joelho.


Como diagnosticar


O diagnóstico de lesão do labrum é feito após análise clínica e realização de exames de imagem em diferentes posições, que podem ajudar o médico a excluir outros danos ou patologias. Se a lesão for no quadril, radiografias podem indicar se há impacto femoroacetabular na região. Uma avaliação cuidadosa deve ser realizada para determinar se a causa da dor é a lesão do labrum, já que muitas lesões pode ser assintomáticas.


Tratamentos


O tratamento de lesão do labrum pode ser conservador, por meio de sessões de Fisioterapia. Isso ajuda a controlar a dor e a inflamação. A Fisioterapia colabora também para o fortalecimento muscular e para possíveis correções biomecânicas que sejam fontes de impacto nas articulações.

Caso o paciente não apresente respostas esperadas ao tratamento fisioterápico no período determinado pelo fisioterapeuta, ou caso a lesão seja muito grave, uma cirurgia pode ser indicada.


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo