Dor no ombro: bursite, tendinite e artrite

Atualizado: Fev 10

Uma das articulações mais flexíveis do corpo humano, o ombro permite que ações simples do dia a dia, como pentear os cabelos, vestir roupas e calçar sapatos sejam possíveis. Por ser tão requisitada, é comum que essa articulação fique dolorida em algum momento.


O ombro é composto pela clavícula, escápula - rodeada por músculos -, e úmero, osso que possui cabeça arredondada e coberta por cartilagem, o que permite mais opções de movimentação. Na extremidade da escápula encontra-se uma saliência óssea chamada de acrônimo.


Próximo ao acrômio está a bursa, uma bolsa de líquido lubrificante, fundamental para que a articulação deslize facilmente durante os movimentos. Na região, há também os tendões, responsáveis por transferir força dos músculos para os ossos.


Quando algo atípico ocorre em um ou mais desses elementos, como pancadas ou inflamações, a dor no ombro pode surgir.



Causas e fatores de risco


A dor no ombro pode ser repentina, passageira, crônica, localizada ou “irradiar" para o cotovelo, de acordo com a causa do problema. Ela pode ter origem traumática, relacionadas a quedas, pancadas e movimentos bruscos ou repetitivos, ou atraumáticas, que ocorrem devido ao desgaste natural das articulações, ossos e tendões, relativas ao processo de envelhecimento do corpo.


As causas da dor no ombro podem ser diversas, sendo bursite, tendinite e artrite alguns dos problemas mais recorrentes na região. Saiba mais sobre cada uma delas:


Bursite


É a inflamação na bursa, bolsa de líquido lubrificante que ajuda a amortecer o atrito entre os ossos, tecidos musculares e tendões. Quando há alguma alteração mecânica na articulação, a bursa passa a funcionar de maneira atípica, produzindo mais líquido, o que

leva ao quadro de bursite.


Infecções, traumatismos, esforço repetitivo e patologias como gota e artrite são alguns fatores que podem alterar o funcionamento da bursa.


Para tratar a bursite, podem ser prescritos alguns medicamentos e recomendada a redução temporária de esforços e movimentos realizados com o membro afetado. Sessões de fisioterapia podem colaborar para reduzir a dor e a inflamação, além de promover o fortalecimento do músculo.


Tendinite


É a inflamação de um ou mais tendões. Movimentos repetitivos ou que provoquem atrito entre o osso e o tendão levam à causa. Outro motivo é o envelhecimento natural, já que, com o passar dos anos, a vascularização dos tendões pode diminuir e sua degeneração ocorrer.


Apesar de acometer diversos perfis de pacientes, pessoas que utilizam a articulação em excesso, como jogadores de vôlei, podem desenvolver o problema com mais frequência. Dor aguda é um dos principais sintomas, bem como dificuldade para levantar o braço.


O tratamento leva em conta o nível da lesão, que pode ir de um estiramento à ruptura. Sessões de fisioterapia são essenciais para melhorar a amplitude dos movimentos, reduzir a dor e a inflamação, além de descomprimir a articulação e melhorar a força muscular

da área.


Artrite


Doença autoimune em que o próprio organismo pode atacar as articulações, causando inflamação. As causas são variadas, pois há mais de 200 tipos de artrite, e podem se manifestar com sintomas diferentes em crianças, adultos e idosos. Envelhecimento natural, esforços repetitivos e prática de esportes que geram traumas frequentes podem causar lesões na cartilagem e levar ao quadro de artrite.


Quando acomete o ombro, os principais sintomas são dor, rigidez da articulação e mobilidade reduzida do braço. O tratamento feito por meio da fisioterapia visa melhorar a flexibilidade do ombro, reduzir a dor e preservar e fortalecer o entorno da articulação.


Diagnóstico


O diagnóstico da dor no ombro inclui avaliação médica, histórico de atividades e sintomas do paciente e, em alguns casos, exames de imagem.

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Telefone: (11) 3641-4163 ou

Celular: (11) 9 9559-5619

Estacionamento nos locais com manobrista

GERF Unidade Higienópolis

Rua Mato Grosso, 128 - 5º Andar

São Paulo - SP | CEP 01239-040

GERF Unidade Morumbi

Rua José Jannarelli, 75 - 4º Andar

Vila Progredior - São Paulo - SP | CEP 05615-000

Contato

© 2020 por GERF FISIOTERAPIA.

  • Grey Facebook Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
  • Grey Instagram Ícone