Hérnia de disco: tratamentos

Atualizado: Fev 3

Quando parte de um disco da coluna vertebral se desloca para fora de sua posição normal, podendo comprimir as raízes nervosas que despontam na coluna, ocorre a chamada hérnia de disco. Entre as causas dessa lesão estão o desgaste natural dos discos, que ocorre em situações como o envelhecimento, a predisposição genética e o esforço repetitivo - entre outros fatores. É mais comum na região lombar e cervical, por ficarem mais expostas durante a movimentação do corpo e ao esforço feito com peso, mas também pode acometer a região torácica.


Por causa da compressão causada pelo disco nas raízes nervosas na região da coluna vertebral, a hérnia discal pode causar formigamentos e déficit motor nos membros, além de gerar dores de leves a intensas, que podem ou não irradiar para as pernas ou braços. Se a lesão for na região cervical, o paciente pode ainda ter dores de cabeça associadas à dor na nuca, que se expandem para os ombros.


Diante de dores nas costas frequentes, permanentes ou fortes, o mais recomendado é procurar auxílio médico. Se o diagnóstico de hérnia de disco já foi comprovado, o foco deve ser no tratamento, para que seja possível melhorar o quadro em poucos meses, por meio de métodos conservadores, como a fisioterapia. Isso ajuda a evitar intervenções maiores, como cirurgias, que são indicadas em casos mais específicos ou graves, como forma de corrigir o disco que foi extravasado.


As fases de evolução da hérnia discal variam e são determinantes na escolha do tratamento mais adequado para cada paciente, assim como a área afetada pela lesão. Durante as crises de dor, o médico pode prescrever alguns medicamentos, além de recomendar repouso.


Fisioterapia como tratamento para hérnia de disco


Quando a coluna vertebral ainda não apresenta sérios comprometimentos causados pela hérnia, os tratamentos mais conservadores, como a fisioterapia, podem surtir efeito muito positivo na recuperação, e são especialmente eficazes para hérnias na região lombar.


A fisioterapia como método de tratar a hérnia pode incluir atividades variadas, desde alongamento, que ajuda a melhorar a flexibilidade, a fortalecimento - com exercícios realizados quando o paciente não estiver sentindo dor. Há também métodos de tração feitos de maneira manual ou via equipamentos, que promovem o alívio da tensão entre as vértebras, além do uso de dispositivos eletrônicos que funcionam como recurso anti-inflamatório.



A fisioterapia pode trazer alívio de dores nas costas, melhorar a capacidade de movimentação e resistência física do paciente. A frequência das sessões segue as recomendações médicas.


O período de recuperação varia de acordo com o paciente, mas vale lembrar que hábitos de prevenção e correção postural devem ser mantidos ao longo da vida.


Recursos extras, como exercícios de RPG e pilates ajudam a melhorar a postura corporal, e colaboram para o fortalecimento dos músculos.


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo