Fascite plantar

Atualizado: Fev 10

Fascite plantar é um processo inflamatório ou degenerativo que ocorre em uma faixa de tecido que fica na sola dos pés. Este tecido é uma membrana fibrosa chamada fáscia plantar, que vai do calcanhar à base dos dedos e envolve e sustenta músculos, articulações e ossos. Quando inflamada, a fáscia plantar gera dor, principalmente no calcanhar.


Feita de colágeno e com pouca elasticidade, essa membrana ajuda a manter a arcada óssea estável, a absorver impactos e a transmitir energia, o que colabora para a movimentação. Colabora também para a estabilidade e a firmeza da curvatura do arco do pé ao tocar o solo, além de impulsioná-lo para a próxima passada.



Causas e fatores de risco


Apesar de ainda não haver definição exata para a causa da fascite plantar, a maioria dos casos do transtorno ocorre após o estiramento da fáscia plantar além de sua capacidade e de microtraumatismos repetitivos na região. Alguns dos fatores de risco que podem danificar

essa faixa de tecido e levar a inflamações podem ser:


- A realização repetitiva de movimentos, principalmente aqueles que geram grande impacto na sola do pé, como saltar.

- A prática exagerada de atividades físicas, principalmente de impacto, como corrida, realizada em solo duro.

- Sobrepeso corporal.

- Processos degenerativos que ocorrem com o envelhecimento natural.

- Uso de sapatos inadequados tanto no dia a dia quanto na prática de atividades físicas.

- Alterações anatômicas nos pés, como pés chatos, com arco plantar mais baixo do que o natural, o que leva a uma área de contato maior entre a sola do pé e o solo, ou pés cavos, em que o arco plantar é mais alto do que o comum e a sola do pé tem menos apoio

ao tocar o solo. Ambos os casos alteram a maneira como o pé absorve e distribui o impacto que recebe.


Principais sintomas


Um dos sintomas mais característicos da fascite plantar é uma dor aguda debaixo do pé, principalmente na região do calcanhar, mas que pode ocorrer também em outros pontos, de acordo com a região que o paciente encosta primeiro no solo ao dar as passadas. A dor pode surgir como pontadas ou agulhadas.


Em alguns casos, o indício de inflamação na fáscia plantar inclui vermelhidão e inchaço, além de dificuldades de esticar o pé em direção à canela.


Como diagnosticar


A fascite plantar é diagnosticada em exame clínico, que une a avaliação médica ao histórico do paciente. Pode ser necessário realizar exames de imagem para excluir outras lesões com sintomas parecidos, como o esporão calcâneo e fratura por estresse, por exemplo.


Tratamentos


O tratamento tem como objetivo inicial reduzir a inflamação da fáscia plantar, aliviar a dor e permitir que o paciente volte a sua rotina. Sessões de Fisioterapia são importantes para melhorar a capacidade do tecido em receber e dissipar a carga. Algumas terapias visam também o aumento da irrigação de sangue na região lesionada, para melhorar a cicatrização e a regeneração. A cirurgia de liberação da fáscia pode ser recomendada nos casos em que o tratamento convencional não gera os resultados médicos esperados.


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo