Artrose de quadril

Atualizado: Fev 10

A artrose é uma doença crônica das articulações que se caracteriza pela degeneração progressiva das cartilagens. Ela atinge grande parte da população, sendo responsável por 30% a 40% das consultas em ambulatórios de reumatologia, segundo dados da Sociedade Brasileira de Reumatologia.


Quando acomete a região do quadril, a artrose é também chamada de coxartrose ou artrose coxofemoral. O quadril é uma articulação formada pelo encaixe entre a cabeça do fêmur (osso da coxa) e a cavidade acetabular (osso da pelve). A superfície dessas estruturas ósseas são revestidas por cartilagem, um tecido mole que possui muita água em sua composição, junto a colágeno e outras moléculas agregadas. Ele evita o contato entre os ossos e colabora para absorver o impacto gerado pelo corpo ao realizar movimentos.


O desgaste da cartilagem faz com que os ossos se choquem e, conforme a artrose de quadril vai progredindo, a região passa a ficar cada vez mais dolorida, principalmente por ser bastante inervada.



Veja também: impacto femoroacetabular


Causas e fatores de risco


Alguns fatores podem levar a desgaste da cartilagem, que tem pouca capacidade de recuperação. O envelhecimento natural, o sobrepeso, o esforço repetitivo, possíveis deformidades articulares, traumas, pancadas, fraturas, distúrbios metabólicos ou hormonais e a prática de atividades de alto impacto são alguns deles.


Embora não seja regra, não seja regra, a artrose presente nos dois quadris, chamada de bilateral, em geral está relacionada ao desgaste das articulações que ocorre de maneira progressiva, enquanto a artrose que ocorre em apenas um dos quadris, chamada unilateral, tem mais a ver com causas secundárias, como doenças em apenas um dos lados do quadril e fraturas, por exemplo.



Principais sintomas


Os sintomas da artrose de quadril vão de leves a intensos e limitantes, por se tratar de uma doença progressiva. Os principais sintomas são:


- Desconforto e dor na região da virilha, da nádega e da coxa, que melhoram com repouso, inicialmente.

- Rigidez e diminuição de mobilidade articular, que tende a desaparecer após algum tempo depois da movimentação.

- Dificuldades para permanecer em pé por muito tempo, sentar em assentos baixos ou cruzar as pernas ao sentar.

- Dificuldades para realizar tarefas do dia a dia, principalmente aquelas que exijam movimentos de abaixar, como calças sapatos e entrar no carro.


Como diagnosticar


O diagnóstico de artrose é feito após avaliação clínica para identificar sensibilidade, déficit de mobilidade e funcionais da articulação do quadril. Exames de imagem são importantes para identificar o grau de comprometimento das estruturas articulares.


O raio-x, se solicitado pelo médico, deve ser feito em diversas posições. Há casos de artrose em localização oculta, que nem sempre são identificadas em exames. Por isso, o histórico do paciente e seus sintomas são muito importantes para chegar ao diagnóstico.

Tratamentos

O tratamento leva em consideração a gravidade do dano causado à cartilagem e as características e estilo de vida do paciente. Não há tratamento que reverta o processo que leva à artrose, mas alguns exercícios feitos em sessões de fisioterapia podem ajudar a controlar os sintomas, para que não haja dor nem limitações.

A Fisioterapia pode colaborar também para o fortalecimento dos músculos, o que ajuda a estabilizar a articulação e a absorver impactos e sobrecargas.

Em casos graves, pode haver indicação cirúrgica.


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Telefone: (11) 3641-4163 ou

Celular: (11) 9 9559-5619

Estacionamento nos locais com manobrista

GERF Unidade Higienópolis

Rua Mato Grosso, 128 - 5º Andar

São Paulo - SP | CEP 01239-040

GERF Unidade Morumbi

Rua José Jannarelli, 75 - 4º Andar

Vila Progredior - São Paulo - SP | CEP 05615-000

Contato

© 2020 por GERF FISIOTERAPIA.

  • Grey Facebook Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
  • Grey Instagram Ícone