Lesão no menisco

Atualizado: Fev 3

Meniscos são cartilagens fibrosas semicirculares localizadas entre o fêmur (coxa) e a tíbia (canela). Uma lesão no menisco é geralmente associada ao desgaste da articulação do joelho ou entorse na região, e pode causar dor localizada, inicialmente.


Para entender como a lesão ocorre, é preciso esclarecer como os meniscos funcionam. Cada joelho possui dois meniscos, um medial e outro lateral, que ajudam a distribuir a carga na articulação em posições como ficar em pé e de movimentos que aplicam carga sobre

o joelho. Nessas situações, o menisco é comprimido, o que evita que a cartilagem que recobre os ossos - a cartilagem articular - seja sobrecarregada. Eles colaboram também para estabilizar o joelho e distribuir as cargas que chegam à região.


Veja também: lesões ligamentares


Causas e fatores de risco


A lesão no menisco é muito frequente e pode ocorrer devido a fatores degenerativos ou traumáticos. As causas e fatores de risco podem variar conforme as características e faixa etária do paciente.


No caso de traumas, o paciente em geral tem um menisco que funciona normalmente até que lesiona a cartilagem ao realizar um movimento brusco, sofrer uma torção ou pancada. Esse tipo de lesão está mais associada a atividades físicas, a pacientes jovens e a outros danos, como lesões ligamentares.


Já as lesões causadas pelo desgaste natural da cartilagem são mais comuns em pacientes acima dos 40 anos, pois a degeneração progressiva ocorre com o passar dos anos. Em geral, pacientes com esse tipo de lesão apresentam também desgaste nas demais estruturas do joelho.


Vale ressaltar que um fator de risco pode levar ao outro: quando o indivíduo apresenta desgaste das cartilagens, é possível que o menisco já esteja mais fragilizado e, por isso, durante a movimentação, há chances de haver sobrecarga em outras áreas do joelho, o que leva a uma torção ou à ruptura da cartilagem.


Principais sintomas

A lesão no menisco pode ser assintomática, mas pode haver dor no joelho, interna ou mais lateral, de acordo com o menisco atingido. No início, a dor é localizada, mas pode aumentar com o passar dos dias e ser acompanhada por inchaço. Isso compromete a mobilidade da articulação inclusive ao realizar atividades simples, como subir e descer escadas.

A lesão também pode levar ao aumento da produção de líquido sinovial, e resultar na chamada “água no joelho”.

Sinovite: como ocorre o acúmulo da chamada “água no joelho”?


Como diagnosticar

Exames físicos realizados pelo médico, que testam a capacidade do paciente de realizar alguns movimentos específicos, como rotação e flexão, podem contribuir para o diagnóstico de lesão no menisco. Exames de imagem podem confirmar o diagnóstico.

Tratamentos

O tratamento mais adequado para cada paciente varia conforme o tipo de lesão. Muitas vezes é possível resolver o dano com Fisioterapia, que trata a dor e da inflamação além de fortalecer os músculos corretos para o alívio do estresse no menisco.

Lesões mais graves, que não respondem bem ao tratamento fisioterápico, podem precisar de intervenção cirúrgica. Mesmo nesses casos é recomendado fazer Fisioterapia para auxiliar no processo de recuperação.


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo