Entorse de tornozelo

Atualizado: Fev 10

Lesão ortopédica bastante comum, a entorse de tornozelo ocorre nos ligamentos que sustentam essa articulação, levando ao estiramento ou ruptura parcial ou total deles. Ela geralmente acontece quando o tornozelo realiza algum movimento não usual, normalmente brusco, como girar, virar ou torcer além de seu limite.


Os ligamentos são tecidos de fibras colágenas de grande resistência mecânica. Eles impedem que os ossos ligados a eles se movimentem de maneira atípica ou mais do que deveriam. Mas, quando isso acontece, os ligamentos ultrapassam seu limite fisiológico e podem ser danificados, o que caracteriza a entorse.


A entorse do tornozelo pode ser considerada leve, quando há estiramento dos tecidos ligamentares; moderada, quando eles se rompem parcialmente, e grave, quando há rompimento total dos ligamentos, o que gera instabilidade na articulação. Quanto mais ligamentos afetados pela entorse, mais grave pode ser a lesão.



Veja também: lesões ligamentares


Causas e fatores de risco


O estiramento dos ligamentos pode ocorrer durante a realização de movimentos ou de traumas que levam a uma torção e sobrecarregam a articulação de maneira repentina, como pisar em falso em buracos ou em um degrau, por exemplo. Mas são diversos os fatores que levam a uma torção, como tropeços, impactos na região e mudanças bruscas de direção ao correr.


Preparo físico inadequado ao praticar esportes e outras atividades físicas, fraqueza muscular, problemas prévios nas articulações e frouxidão cápsulo-ligamentares são outros fatores que podem elevar o risco de torção. Em geral, os ligamentos do lado de fora do pé

são os mais acometidos.


Principais sintomas

Os sintomas de uma entorse de tornozelo são dor e inchaço. O local afetado pode ficar sensível e ter hematomas e vermelhidão. A mobilidade do paciente também pode ser alterada, com instabilidade do tornozelo, dificuldade de apoiar o pé, limitação de movimentos e a necessidade de andar mancando. Os sintomas variam conforme o grau da lesão.

Diagnóstico

O diagnóstico de entorse é feito por meio de avaliação com um especialista, normalmente ortopedista, médico esportivo ou fisioterapeuta. A sensibilidade e estabilidade da articulação podem ser analisadas no exame físico. Exames de imagem podem comprovar o grau

da lesão e excluir a possibilidade de haver outros danos.



Tratamentos

O tratamento da entorse de tornozelo é indicado conforme a gravidade da lesão. Pode haver a necessidade de imobilizar a região por tempo variável e de evitar usar força na perna afetada. Em casos mais leves, suspender as atividades e usar os medicamentos prescritos pelo médico já ajudam na resolução do dano.


Sessões de Fisioterapia podem colaborar na recuperação da força, da flexibilidade e da estabilidade do tornozelo, bem como da mobilidade. Esse fortalecimento colabora na prevenção de novas lesões.


Em casos mais graves, uma cirurgia pode ser necessária para reparar ligamentos rompidos.


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo