Artroplastia de quadril (prótese de quadril)

Atualizado: Fev 10

A artroplastia de quadril é uma cirurgia realizada para substituir a articulação por um modelo mecânico, chamado prótese, quando a região está danificada. Essa substituição pode ser parcial, quando apenas algumas partes são afetadas, ou total, quando toda a

articulação original é modificada.


O quadril é uma articulação composta pelo encaixe entre a cabeça do fêmur, que é o osso da coxa, e o acetábulo, que faz parte da bacia. No caso da cirurgia total, tanto o componente femoral quanto o acetabular são trocados.


A prótese de quadril reproduz de maneira mais natural possível a função da articulação original, e pode ser feita de materiais como metal, cerâmica e polietileno. Elas podem ser fixadas no osso por meio de aderência à estrutura óssea (prótese não-cimentada) ou pelo uso de cimento ósseo (prótese cimentada). Há modelos híbridos, que utilizam ambas as técnicas de fixação.



Veja também: artrose do quadril


Quando a artroplastia de quadril é indicada?


A artroplastia de quadril é normalmente indicada em casos de danos graves à articulação, que não puderam ser reparados de maneira eficaz com um tratamento conservador e menos invasivo do que uma cirurgia.


Essas lesões mais graves acontecem, em geral, quando o paciente tem doença mecânica, metabólica ou mista que afetam a articulação e comprometem o seu funcionamento, gerando dores, redução de mobilidade e incapacidade de realizar tarefas diárias.


Um dos fatores mais comuns do desgaste da articulação é a artrose, doença articulatória inflamatória e degenerativa. Mas outros fatores podem levar ao quadro, incluindo traumas, envelhecimento natural e infecções na articulação.


Uma das principais vantagens da artroplastia de quadril é o alívio da dor, principal sintoma dos pacientes indicados para a cirurgia. O incômodo ocorre nas regiões da virilha, glútea e lateral da coxa, inicialmente após movimentos que exijam esforço. Com o tempo,

atividades cotidianas, como subir e descer escadas e sair do carro podem desencadear a dor, bem como rigidez e redução de mobilidade do quadril.


O uso da prótese de quadril pode colaborar para que o paciente sinta mais estabilidade corporal e retome suas atividades sem sentir dor, mas, em geral, é uma das últimas opções de tratamento sugeridas. O grau de comprometimento funcional do paciente e suas características e hábitos normalmente são considerados antes da indicação de artroplastia de quadril.


Tratamento pós-operatório


Após realizar uma artroplastia de quadril o paciente deverá passar por sessões de fisioterapia voltadas para sua reabilitação, com exercícios que estimulam o ganho de movimento, estabilidade e o controle dos músculos, além de reduzir a inflamação e as possíveis dores. Fortalecer a musculatura da região também é essencial para que o paciente possa voltar a realizar suas tarefas cotidianas.


A volta às atividades acontece de maneira gradual, muitas vezes com o auxílio de muletas, para não sobrecarregar a região operada. A Fisioterapia deve continuar mesmo após a alta hospitalar.


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo